terça-feira, 21 de setembro de 2010

Vergonha

Envergonho-me da minha poesia.
O poeta não fala:
escrevo.