terça-feira, 21 de setembro de 2010

Vergonha

Envergonho-me da minha poesia.
O poeta não fala:
escrevo.

2 comentários:

crap disse...

é só isso que se deve fazer. ao poeta não há vida, não há sentimento, só há a poesia. se não for assim, poeta não é.

Georgina disse...

difícil essa.