quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Estática

Sendo sua não sou minha mais
sou do todo, do sempre, do fora
sendo sua já não me atrai
aquela vida de outrora

sendo erro, ainda assim sou mais
sou estrada, sou pedra
sou céu de cadência
sou vento no cais

sendo engano, sou mais também!
sou sorrisos
sou teu rosto
sou tua lembrança do além

sendo sua, não de outro serei
sou estática, muda em versos
sou o sonho que toda noite te vem
ainda que a mim não o digas, já sei.


Laís Leite

7 comentários:

xinha disse...

'sou do todo'
eu sou siim :X

Lah, já disse que gosto da forma como vc escreve?
aliás, tais inspirada esses dias ein?
hehehe

beijo pequena!

crap disse...

"sendo sua, não de outro serei
sou estática"

rá. gostei, laah, gostei.
;D

Tati. disse...

legal laah, seus textos sempre tem um ar leve que me agrada =)

Nelson disse...

"sou o sonho que toda noite te vem
ainda que a mim não o digas, já sei."

poooooooorra laisinhaaa!!!

maníaca!

hsauihsuiahuasuihuasihuias

beeijo!

Júlio disse...

Antes erro, antes engano, do que estaticidade.

Teacher disse...

Jesus, Lah.... You are incredible... Beeeeeeeeauuuutiffffullll! Hope you are OK. Elástica toda....

Mário da Mata disse...

humm, o texto é bom, mas não gosto daquilo que é estático. Porque no fim das contas o estático é um estado inexistente porque é mutável. Pra mim nada é estático, eu acredito na natureza fluida das coisas. Uhuuull, e dalê maionese....